domingo, 27 de novembro de 2011

fado

Fado era assim, e assim continua, o que fazia quem puxava pela voz quando tinha ganas de puxar da pistola.

- Excerto do melhor texto que li recentemente sobre o fado, do Rui Bebiano n'A Terceira Noite.

2 comentários:

io disse...

É de fadista! (muito bom, sim, muito bom!)

maria n. disse...

É de fadista sim, io :-)