quarta-feira, 8 de julho de 2009

uma forma brilhante de subversão


«Era uma cena interessante porque eu tinha uma enorme multidão ali. Digo-te, é muito, muito estranho estar lá em cima. Sentes-te superior a toda a gente porque estás literalmente acima deles, mas também porque estás cercado pelo exército, tens a melhor roupa, tens o papel principal. E mal as pessoas começam a rir, ficas… é uma forma brilhante de subversão. Penso que é algo de que os revolucionários modernos se deveriam lembrar. Se conseguires gozar alguém, é sempre melhor e mais eficiente do que matá-lo e transformá-lo num mártir. E é isso que funciona tão bem aqui. E foi mesmo muito inquietante interpretar Pilatos para aquela gente toda, para no fim os ver rebolar, um grande número de gente que se ri de ti. Não há nada mais garantido para te pôr no teu lugar e não há nada que possas fazer contra isso. Suponho que possas matar gente por se rir de ti, mas…» - Michael Palin sobre a famosa cena de Pilatos (welease wodger) no Life of Brian

Sem comentários: