segunda-feira, 15 de junho de 2009

a hierarquia dos acontecimentos

Seguindo os acontecimentos no Irão, via Twitter, alguns sites iranianos, a Palmira no Jugular (excelente o trabalho que ela tem feito ao trazer-nos os últimos desenvolvimentos) e a imprensa internacional e nacional, deparo com um comentário recorrente: a diferença entre Mousari e Ahmadinejad é nula, ambos representam uma teocracia, um regime repressivo onde quem detém o verdadeiro poder é o líder religioso, desvalorizando o que por lá se passa. É evidente que todos os candidatos são homens do regime ou não teriam sido aceites pelo aiatola para disputarem as eleições, mas fico boquiaberta com a aparente incapacidade de algumas pessoas, cuja opinião respeito, perceberem que existe uma diferença entre esses “iguais” e, imagine-se, acharem espantoso que haja quem dê mais importância às eleições iranianas do que às europeias; talvez, quiçá, porque andamos a desrespeitar uma qualquer hierarquia de importância humana segundo a qual os que são como nós (cidadãos livres num regime democrático e secular, respeitador dos direitos humanos) são mais merecedores da nossa atenção do que os que não são. Incrível.

Sem comentários: