terça-feira, 7 de abril de 2009

invisível


Limor Livnat e Sofa Landver fazem parte do governo israelita como se vê pela fotografia superior onde aparecem junto dos outros ministros. Dois jornais ultra ortodoxos judeus entendem que elas não devem estar lá; o Yated Neeman alterou digitalmente a fotografia substituindo-as por homens e o The Shaa Tova limitou-se a removê-las.

As mulheres na política costumam ser apagadas mas isto ultrapassa o ridículo.

via

5 comentários:

ecila disse...

É preciso ter muita lata! O trabalhao que eles tiveram a fazer isso (inclusive mudar outras pessoas de sitio), espero que o resultado seja um processo judicial em cima!

blue disse...

coitado de quem se dá a trabalho semelhante...

Maria N. disse...

Coitado é a palavra certa. Parece que já é costume apagarem todas as mulheres das fotografias que publicam, incluindo as que ainda são crianças. Acreditam que olhar directamente para elas é uma violação da modéstia feminina.

ecila disse...

Modéstia feminina? Haja paciência...

Maria N. disse...

É preciso muita paciência, Ecila. Este encorajamento da modéstia é dramático porque a visibilidade é essencial para a emancipação, auto-definição e identidade sexual da mulher.