terça-feira, 21 de outubro de 2008

odeio a escola

odeio a escola

odeio a escola

odeio a escola

o d e i o a e s c o l a

dizia o meu filho mais velho enquanto caminhava atrás de mim, contrariado, mochila às costas, sobrancelhas cerradas, linhas do rosto em revolta.

estúpido Gil Vicente

probabilidades chatas

ignorantes

un, deux, trois, quatre, cinq, six

odeio a escola

e quando penso que nada pode piorar eis que nos cruzamos com um colega de turma que se mete com o bigode dele, ou melhor, a falta dele, para me provar que estava errada

as coisas podem sempre piorar

Sem comentários: