quinta-feira, 2 de outubro de 2008

encontro


I pass the forest - Midori Yamada

foste sempre em mim uma floresta entrecortada de caminhos
uma crueza lúcida, uma pausa esguia

curvando-se a tua boca nos ciprestes
fala comigo conta-me a sua história
perguntas-me e já não me lembro
do caminho nas rugas da memória

digo-te o muito que transbordei
completa e transformada
na margem dos factos espancando-me
em cóleras, risos, enxurrada clara

se perduro precisa e sem mágoa
no nosso encontro te reponho
em ti a vida declarou os limites
das cascatas ágeis que transponho

2 comentários:

Anónimo disse...

belo, minha amiga.

cláudia (sem login)

Maria N. disse...

Beijo, amiga :)