quarta-feira, 14 de maio de 2008

A Prazeres, atarefada a despejar feijoada nos pratos dos clientes habituais, ouvia dizer na televisão que o Sócrates foi apanhado a fumar no avião. Ela que não fuma mas deixa toda a gente fumar no café dela, acha muito bem que ele fume onde é proibido se lhe apetecer. Tal como Sócrates ela também acha que a lei não é para ser cumprida mas sim para treinar a arte de não se ser apanhado com as calças na mão. Azar o dele que foi apanhado mas a Prazeres não entende o motivo de tanto burburinho. Não terá o Sócrates dinheiro para pagar a multa?

Sem comentários: